Local: Pavilhão Oca - Parque do Ibirapuera

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, 50

Quando: 22/09/2017

Entrada: Gratuito

Classificação: Livre


Apocalypse now-_La via_

A mostra foto-cinematográfica Storaro: Escrever com a Luz – Dupla impressão entre fotografia e cinematografia foi idealizada e desejada por Vittorio Storaro, com o objetivo de contar, através da fotografia, uma história em movimento. A exposição completa o projeto Escrever com a Luz, que iniciou com a publicação de três livros: A Luz, As Cores e Os Elementos, que percorrem a carreira do artista.

A exposição, que já foi exibida na Espanha, Grécia, Itália e recentemente na Argentina, chega a São Paulo na Oca, no Parque Ibirapuera, com curadoria de Giovanni Storaro. As fotografias exibidas fazem parte de uma pesquisa sobre a linguagem da imagem fotográfica e cinematográfica que Vittorio Storaro exercitou em 40 filmes.

Dick Tracy-_Perfil_

Dividia em três seções, que correspondem aos conceitos inspiradores de Storaro – a luz, as cores e os elementos -, a mostra apresenta 70 imagens captadas com impressões fotográficas sobrepostas retiradas das obras cinematográficas mais famosas de Storaro, além de 38 obras de arte de famosos pintores, que constituíram a fonte de inspiração para o artista, e uma série de imagens dos atores que interpretaram as personagens de seu percurso como diretor de cinematografia.

A mostra fotográfica Storaro: Escrever com a Luz. Dupla impressão entre fotografia e cinematografia é apresentada pela Comgás, com apoio da Vinhares e do Hotel Renaissance. A iniciativa é uma realização da Arteon Inteligência Cultural e da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e conta também com o apoio das leis de incentivo à cultura Rouanet e ProAc, do Ministério da Cultura e da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo

SOBRE VITTORIO STORARO

Little Buddha-_L'asceta_

Reconhecido internacionalmente como um dos melhores diretores de fotografia da história do cinema, nasceu em Roma, Itália, em 24 de julho de 1940. Em 1960 se formou no Centro Experimental de Cinematografia de Roma. Oito anos mais tarde estreou com o filme ‘Juventude’ dirigido por Franco Rossi.

No decorrer de sua carreira participou de mais de 50 filmes com diretores de cinema renomados, como Bernardo Bertolucci, Francis Ford Coppola, Warren Beatty, Woody Allen e Carlos Saura. Alguns dos seus trabalhos mais relevantes foram nos filmes Apocalypse Now, Novecento (1900), Il Conformista (O Conformista), Ultimo Tango a Parigi (Último Tango em Paris), The Last Emperor (O Último Imperador), Ladyhawke (O Feitiço de Áquila), Bulworth (Politicamente Incorreto), Tango e Goya en Burdeos (Goya).

Storaro recebeu mais de 40 prêmios no decorrer da sua trajetória, incluindo o Oscar pelos filmes Apocalypse Now(Francis Ford Coppola), REDS (Warren Beatty) e O Último Imperador (Bernardo Bertolucci). Além dos reconhecimentosentregues pelas academias italiana (David Donatello), inglesa (BAFTA), espanhola (Goya), americana (Emmy) e a Academia Europeia (Prêmio de Cinematografia).