Se você acompanhou o blog umas semanas atrás, reparou que fizemos uma viagem de “cabo a rabo” em Portugal e vamos falar aqui de algumas das cidades que passamos. Já falamos sobre Viana do Castelo e Valença do Minho. Hoje vamos partir para uma cidade conhecida mundialmente e que é considerada por muitos como uma das mais belas da Europa. Hoje vamos falar sobre Porto.

IMG_1290

Nossa passagem lá foi curta – apenas dois dias – mas suficiente pra confirmar que realmente é um lugar maravilhoso. Como foi a última cidade do roteiro e já estávamos um pouco cansados, deixamos de conhecer alguns famosos locais, como o Estádio do Dragão, Livraria Lello (essa me arrependo amargamente de não ter ido), entre outros. Fizemos mais um geral pela cidade do que necessariamente entrar nos pontos turísticos e perder algumas horas. Mesmo não conhecendo muitos valeu a pena.

Para chegar até Porto alugamos um carro e fomo direto para a casa que alugamos. Optamos por uma casa bem localizada. Estávamos há 15 minutos a pé do centro histórico, onde fica a Ribeira, local mais famoso da cidade e que rende maravilhosas fotos – fora o fato de ser cercado por muitos restaurantes com pratos deliciosos e baratos (provem a feijoada de mariscos). Da Ribeira você também vê a ponte D. Luis, que muitos pensam ser de Gustave Eiffel, mas que na verdade é do engenheiro belga Théophile Seyrig, que já colaborou com Gustave em outros projetos.

IMG_1197

Para quem gosta de suvenirs típicos, Porto é um dos melhores locais para se comprar as famosas porcelanas portuguesas. Geralmente os proprietários e funcionários das lojas são os próprios artistas dos produtos que vendem, tornando-os peças exclusivas. E para quem gosta de comprar roupas, a rua Santa Catarina é uma das mais famosas da cidade, com lojas de famosas marcas mundiais. Não sou do perfil de viajante que compra roupas, mas por necessidade acabei entrando na loja Pull & Bear e acabei “traindo o movimento”. Além de ter algumas roupas bem legais, a loja estava com uma promoção absurda onde camisetas e camisas custavam apenas 1,99 euros. Mesmo estando bem barato, comprei apenas duas. Necessidade.

Outro passeio que vale muito a pena é pegar o elétrico (ou o bondinho), que custa por volta de 5 euros e vai beirando o rio Douro. Desça na última estação, bata um pouco de perna e vá até a Foz do Douro, onde o rio encontra o mar. Maravilhoso.

Um dos principais chamarizes da cidade é o famoso Vinho do Porto; e para comprá-los a melhor decisão é atravessar a ponte D. Luiz (a pé) e ir ao outro lado da cidade, ou seja, para Vila Nova de Gaia. Sim, é só atravessar a ponte que você está em outra cidade, e é lá que você vai encontrar as melhores adegas e vinícolas. Você paga em um bom vinho a média de 7 euros. Para os adoradores (e ricos), você pode adquirir vinhos por diversos valores. De acordo com uma vendedora, um tempo atrás foi vendido um por 7 mil euros. Duvido que este vinho um dia será aberto (rs).

Logicamente, não deixe de bater perna pelo centro histórico da cidade e região. Para fazer valer o passeio, o ideal é ficar de 3 a 4 dias na cidade para tentar entrar nos pontos famosos, como o estádio e a livraria que citei acima. Mesmo que sempre vá faltar algo para fazer, é sempre bom conhecer os principais pontos turísticos. E confirmo novamente o que muitos falam; Porto é uma das cidades mais belas da Europa.

Confira mais algumas fotos de Porto e não deixe de acompanhar o Artescétera nas redes sociais  FacebookTwitterInstagram e assine o nosso canal no Youtube clicando aqui.