Depois de 15 dias de ausência, estamos de volta!

Enquanto muitos passaram o carnaval em blocos de rua (que deve ter sido maravilhoso), o Artescétera fez uma viagem de norte a quase sul de Portugal, passando desde as principais cidades do país até as menores que não são alvos de tantos turistas – esta é a vantagem de conhecer apenas um país quando vai pra Europa.

bandeira-portugal

Entrando brevemente nos costumes e culturas que notei durante a viagem, é incrível como eles conhecem muitas coisas brasileiras, como bandas e grupos musicais – nas rádios tocava muito sertanejo universitário (estas duplas mais novas) e eles são muito fãs de MPB, em especial os da velha guarda, como Chico Buarque, Caetano, Gil e, partindo para uma remessa mais nova, adoram Marisa Monte, Seu Jorge, entre outros; eles adoram novelas brasileiras – em um dos hotéis que fiquei tinha Globo e Record; e para finalizar, a principal qualidade dos portugueses é a simpatia; todos sempre muito solícitos, sorridentes e nos adoram (os brasileiros).

Fechando o “geral” sobre Portugal, vale lembrar que ele é um dos países mais baratos da Europa; era possível fazer um almoço completo (entrada + prato principal + sobremesa + café) por apenas 5 euros por pessoa, e pratos bons. Outro ponto interessante é a arquitetura característica da era colonial predominante no país – você percebe claramente a semelhança com as cidades mais antigas do Brasil. É praticamente impossível não comparar qualquer país que você viaja com o que você mora – Portugal vem enfrentando (também) uma grande crise, uma taxa relativamente alta de desemprego, mas é visível que ele estão anos luz na nossa frente no quesito administração, mesmo ruim eles ainda estão bem, pois tem saúde, educação e segurança. Será que um dia chegaremos lá?

E agora partindo para o que interessa, vamos falar das cidades que passamos – e a primeira que vamos falar é sobre Viana do Castelo, que também foi a primeira que visitamos. O município possui quase 40 mil habitantes e é localizado bem ao norte de Portugal. Por ser uma cidade pequena, é possível conhecê-la inteira em 2 ou 3 dias.

IMG_9672

Chegamos em Viana de trem, ou comboio para os portugueses, vindo direto de Porto. A passagem custa em torno de 8 euros e dura mais ou menos 1h20. A estação fica no pequeno e charmoso centro histórico, onde também está um dos principais pontos turísticos da cidade, a Praça da República e seu chafariz, que foi construído em 1559. Ainda no centro, vale o passeio nas várias vielas características e com construções de pedras seculares.

IMG_9294 IMG_9283

Outro ponto turístico famoso que a cidade se orgulha é a Ponte Eiffel, desenhada por Gustave Eiffel, o mesmo que desenhou a Torre Eiffel, em Paris.

IMG_9332

O Santuário de Santa Luzia, localizado em um monte com o mesmo nome, proporciona a vista mais linda da cidade e o terceiro melhor panorama do mundo, de acordo com uma revista da National Geographic. Do alto você vê o encontro do mar com o Rio Lima e toda a região de Viana.

IMG_9696

IMG_9678

Para comer, não deixe de pedir a Francesinha, um dos pratos mais famosos do país – um sanduíche com queijo, presunto, chouriço, coberto com queijo e um molho picante. Se estiver com fome, peça pra acompanhar uma batata frita. Regime em viagem não pode!

Francesinha_(Porto)

Imagem retirada da internet

E pra fechar, não deixe de dar um passeio na orla do Rio Lima no pôr do sol. Uma vista pra ninguém botar defeito.

IMG_9330

Semana que vem tem mais post de Portugal. A cidade……surpresa! Confira mais fotos de Viana do Castelo e não deixe de acompanhar o Artescétera nas redes sociais  FacebookTwitter Instagram e assine o nosso canal no Youtube clicando aqui.

IMG_9285IMG_9645

IMG_9667 IMG_9301 IMG_9281 IMG_9286 IMG_9338 IMG_9329 IMG_9370