Ao falarmos de cinema, de um modo geral, sempre nos vêm a cabeça apenas longa metragens e acabamos nos esquecendo dos curtas e médias, que também são tão cinema quanto. Esse puxão de orelha também é para nós, do Artescétera, que falamos pouco sobre filmes com duração reduzida e que, em muitos casos, são bem melhores que os filmes “normais”. E hoje no Filme Estranho Pra Gente Esquisita, vamos falar sobre um curta metragem que tem menos de 10 minutos e se encaixa perfeitamente na nossa bizarra coluna e é sensacional – vamos falar do britânico Ele Tirou Sua Pele Por Mim.

skinvimeo6

Antes de falar do filme, vamos destacar um pouco de como tudo foi realizado. Dirigido pelo britânico Ben Aston, o curta foi “apenas” o projeto de conclusão do curso do diretor pela London Film School e demorou 2 anos para ser produzido. Para fazer o filme, Aston recorreu ao financiamento coletivo, que contou com ajuda de mais de 200 pessoas. Podemos dizer que o resultado deu certo.

Agora partindo para o curta, o título do filme realmente quer dizer o que você pensa. A história é sobre um homem que, a pedido da esposa, tira toda a sua pele, restando apenas os músculos.  Inicialmente é tudo lindo; a esposa satisfeita, o marido feliz por conta da esposa, ambos apaixonados. Depois de um tempo, o clima de amor começa a se acabar lentamente, ora pelos olhares tortos da sociedade, ora pela sujeira de sangue em casa e nas roupas, ora pelos problemas no trabalho.

He+Took+His+Skin+Off+For+Me

Por ser um curta, logicamente, as situações são exploradas de maneira bem objetivas, que, com certeza no caso deste funciona muito bem, não precisando de muitas delongas para explicá-lo. Outro ponto que Ben acertou em cheio, foi em fazer o filme sem diálogos, apenas uma sutil narração, fazendo com que o espectador se concentre apenas nas imagens e ações.

Ele Tirou Sua Pele Por Mim explora o limite do que uma pessoa pode fazer pela outra e as consequências que a outra sofre por aceitar tal limite. Quer saber como termina? É só conferir abaixo. Não deixe de seguir o  Artescétera nas redes sociais  FacebookTwitterInstagram e assine o nosso canal no Youtube clicando aqui.